quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Manual de rotinas e procedimentos - Vigilância Sanitária





Elaborando o manual de rotinas e procedimentos
Todo estabelecimento deve ter um Manual de Rotinas e Procedimentos, que é um roteiro descritivo de cada serviço prestado, mostrando o passo a passo e as recomendações sobre as atividades executadas.
O manual deve abordar as rotinas de trabalho, como tingimento ou relaxamento de cabelos, depilação, tratamento estético, podologia, etc. É preciso constar também do manual todos os cuidados com os instrumentos de trabalho como toalhas, pentes, escovas, esterilização de alicates, entre outros, bem como as orientações relativas á higienização do ambiente de trabalho. Assim, a elaboração do Manual, recomenda-se enfocar procedimentos quanto a:
·      Higienização do Ambiente: pisos, paredes, mobiliário e banheiros.
·      Produtos em Geral: cosméticos, toalhas, alicates, espátulas entre outros.
·      .Esterilização: processos e equipamentos.
·      .Serviços: manicure, pedicure e podólogo; cabeleireiro e barbeiro; depilação e esteticista entre outros.
·      Não poderão ser utilizadas pias ou tanques que sirvam de expurgo para as águas provenientes da limpeza do estabelecimento, bem como para a higienização de utensílios usados na limpeza do estabelecimento (panos, rodos, baldes, escovas...);
·      Devem ser lavadas com água e sabão toalhas contaminadas com sangue ou outros fluidos e secreções, depois de lavadas devem ser deixados de molho em hipoclorito (de sódio, cálcio ou lítio) a 1% por no mínimo 10 minutos;
·      As toalhas não podem ser lavadas junto com outras roupas ou utensílios que não dizem respeito às atividades do salão.

Equipamentos e armazenagem de produtos
  •  Alicates, espátulas, materiais de metal (ou qualquer outro material que entre em contato com fluidos e secreções) devem ser lavados e escovados com sabão líquido, em água corrente abundante, ou lavadora ultrassônica, a cada procedimento; em seguida, enxaguar, secar e acomodar o material em embalagem apropriada para o processo de esterilização;
  •   Na embalagem deve constar a data de esterilização e o nome de quem preparou o material;
  •   A embalagem deve ser sempre aberta na frente do (a) cliente.
  •   A quantidade de instrumentais deve atender a demanda. Recomenda-se que cada profissional tenha no mínimo 06 (seis) jogos de alicate e espátula de metal, para garantir sua saúde e a de seu cliente.
  •   Sabonete anti-séptico;
  •   Xampus, condicionador e enxaguatório capilar anticaspa;
  •   Creme, gel e loção para a área dos olhos;
  •   Tintura temporária, progressiva e permanente;
  •   Enxaguatório colorante;
  •   Produtos para clarear os cabelos (clareador, descolorante, água oxigenada 10 a 40volumes);
  •   Produtos para ondular e alisar os cabelos;
  •   Tônico, loção e máscara capilar;
  •   Depilatório químico;
  •   Produtos para clarear os pelos do corpo;

Esses produtos devem ser guardados e protegidos da luz, calor e umidade, totalmente separados de alimentos e produtos de limpeza. Antes de aplicar qualquer produto sobre a pele, cabelos ou unhas, pergunte ao seu cliente se ele (a) tem algum tipo de alergia aos componentes químicos do produto que você vai utilizar.

Toalhas de tecido ou descartável
· Devem estar lavadas e preferencialmente embaladas em saco plástico individualmente;
·  Guardadas de forma organizada em local limpo, seco e arejado, podendo ser prateleira ou armário;
·      Usar uma para cada procedimento, independente de ser a mesma  cliente;
·   As toalhas sujas devem ser colocadas em local diferente das limpas, para evitar contaminação.
·     Aconselha-se que sejam lavadas em lavanderias próprias. Podendo ser lavadas de maneira caseira, desde que sejam seguidas as normas acima citadas.

   Cabeleireiro e barbeiro
O profissional deve:
·      Lavar as mãos antes de atender cada cliente;
·      Perguntar ao cliente se possui alguma alergia aos produtos que serão utilizados;
·      Manter as escovas e pentes sempre limpos e organizados;
·      Usar somente lâminas novas a cada cliente, quando for necessário;
·      Usar luvas e máscaras ao fazer uso de química.
·      Alertar ao cliente sempre que identificar alguma alteração na pele, couro cabeludo ou cabelo, sugerindo que procure um médico.
Concluindo o serviço, deve:
·      Lavar as mãos após atender cada cliente;
·      Limpar escovas e pentes removendo os cabelos, após cada uso, lavando-os com água e sabão líquido;
·      Retirar do chão os cabelos decorrentes do corte.
·   Descartar, em recipiente rígido, com tampa e específicos para este fim, todos os materiais perfuro cortantes utilizados.
Higienização do ambiente
  •                 Pisos: é necessária a retirada imediata dos cabelos decorrentes do corte, a cada cliente, bem como a limpeza de substâncias derramadas acidentalmente, ou resíduos resultantes de cada procedimento.
  •         Mobiliários: devem ser higienizados diariamente, devendo ser mantidos em condições ideais de organização.
  •           Banheiro: devem ter limpezas diárias com água e sabão. Devem permanecer constantemente livres de odores e sujidades.


Produtos
Os produtos utilizados para embelezamento pertencem à categoria dos cosméticos e são regulamentados pela ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária, do Ministério da Saúde. Em primeiro lugar, verifique se o produto é registrado como determina a Lei nº 6.360/76, procure em seus rótulos as seguintes informações obrigatórias:
·        Nome do produto;
·        Marca;
·        Lote;
·        Prazo de validade (mês/ano);
·        Conteúdo;
·        País de origem; .
·        Fabricante/importador (CNPJ e endereço);
·        Composição do produto;
·        Químico responsável;
·        Finalidade de uso do produto;
·        Modo de usar (se for o caso); Advertências e restrições de uso (se for o caso), indicados em rotulagem específica para cada tipo de produto, conforme determina a Resolução ANVISA n° 79, de 28 de Agosto de 2000.
·        Número de registro no Ministério da Saúde/ANVISA para os produtos indicados abaixo, entre outros, conforme determina a Resolução ANVISA n° 79, de 28 de agosto de 2000;
·        Se o produto é registrado: deve constar a sigla MS seguida da numeração, que deve iniciar sempre com o número 2.
·        Se o produto é notificado: deve constar ANVISA n° 343/05.




OBS.: Produtos químicos, à base de formol, para escova progressiva estão proibidos, pois não possuem registro na ANVISA para esta finalidade. O formol é cancerígeno e provocam queimaduras na pele e mucosas, irritação nos olhos, podendo levar à cegueira, tanto o cabeleireiro quanto o cliente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário